Vasectomia: entenda como ela funciona

A vasectomia é uma cirurgia contraceptiva que homens fazem para evitar que sua parceira engravide. Parte do planejamento familiar, a cirurgia é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e sua gratuidade é prevista na lei, fazendo parte da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem.

Vasectomia: como é feita?

No procedimento, que é realizado com anestesia local em cima do escroto (saco), o cirurgião corta o canal que leva os espermatozoides do testículo até as outras glândulas que produzem o esperma. Com isso, o homem continua ejaculando, porém sem a presença de espermatozoides.

A cirurgia da vasectomia, que costuma durar menos de uma hora, geralmente é realizada em consultório médico e não tem necessidade de internação.

Após o procedimento, podem ser colocadas bolsas de gelo na região para aliviar o incômodo e deve ser feito repouso. Muitos especialistas indicam o uso de suspensório escrotal para evitar dores complicações e algum tipo de dor.

Além disso, recomenda-se que o casal faça uso de algum método anticoncepcional por, pelo menos, 60 dias após a cirurgia, uma vez que alguns espermatozoides permanecem vivos no canal do pênis.

Como fazer a vasectomia pelo SUS?

Caso vocês não tenham um plano de saúde, uma boa opção é fazer a operação pelo sistema público. Para fazer a cirurgia pelo SUS, é preciso:

  • Buscar uma unidade básica de saúde;
  • Criar um cadastro no SUS;
  • Realizar uma consulta com especialista, que irá investigar o quadro geral de saúde do homem;
  • Conseguir o encaminhamento do médico e aguardar na fila pelo procedimento.

Devo me decidir pela vasectomia como método contraceptivo?

Para fazer a vasectomia, é importante que o homem esteja ciente que não deseja mais ter filhos, pois, a esterilização voluntária é definitiva. No entanto, há possibilidade de reversão, mas nem sempre os profissionais obtêm sucesso.

O procedimento é indicado para pessoas acima de 30 anos de idade e que já tenham filhos. Mas não se preocupe. Ela não deixa o homem impotente, não afeta na libido ou na sensibilidade do órgão genital durante o ato sexual.

Portanto, aconselha-se que você converse com sua companheira antes de se decidir pela vasectomia e consulte um especialista para tirar todas as suas dúvidas.

E, por falar em vasectomia, como anda sua consulta com o urologista? Aliás, você sabe qual a importância de se consultar com o especialista? Entenda.

Compartilhar: