Segundo filho: qual o intervalo ideal entre as gestações?

Depois da experiência do primeiro parto, muitas mães e pais passam a considerar trazer um segundo filho para a sua família. Mas como ter certeza se está na hora de encarar a segunda gestação? E, afinal, qual o intervalo ideal entre as gestações?

Veja as nossas dicas sobre o que levar em consideração antes de ter o segundo filho. Confira também, ao final, o relato da empresária Patrícia Machado, sobre a experiência de ter filhos com idades próximas.

O casal deve conversar antes de ter o segundo filho

Antes da decisão, o casal deve conversar seriamente a respeito do assunto. O fato de já terem uma criança irá ajudar bastante na hora de decidirem se devem ou não ter o segundo filho.

Além disso, tanto a mulher quanto o homem devem respeitar a decisão um do outro. A escolha precisa ser conjunta.

É preciso analisar as finanças

Outro fator que costuma pesar na hora de ter o segundo filho é a questão econômica. O casal precisa observar bem como vão as finanças antes de trazer outra criança à sua família.

Veja as dicas do especialista em finanças, Carlos Eduardo Costa:

O intervalo entre as gestações é muito importante

Converse antes com seu médico. Segundo especialistas, o intervalo de menos de seis meses entre as gestações pode ocasionar ao bebê um parto prematuro, baixo peso ao nascer e desenvolvimento abaixo do normal dentro do útero.

Profissionais recomendam que o intervalo para se conceber o segundo filho deve ser de, no mínimo, nove meses.
No entanto, o melhor é esperar um ano e meio, pois riscos – como as chances de ruptura uterina – são menores. Além disso, a cicatrização (no caso da cesariana) estará completa.

A idade da mulher deve ser levada em consideração

A idade da mulher é outro fator que deve ser levado em consideração. Caso tenha tido a primeira gestação com mais de 35 anos, a fertilidade para se ter o segundo filho tende a diminuir. Sendo assim, o melhor a fazer é procurar um médico!

Além disso, o homem deve verificar como está sua saúde. Isso mesmo! A gravidez não depende só da saúde da mulher.

Após considerar todas estas questões, o casal poderá determinar se estão dispostos ou não a ter um segundo filho. E, por falar nisso, confira a experiência da Patrícia Machado sobre seus filhos com idades próximas:

Compartilhar: